Mostrando itens por marcador: governotrabalhando

Quarta, 27 Janeiro 2021 23:50

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 161.175 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 73.238 foram confirmados, sendo 16.090 por RT-PCR e 57.148 por teste rápido, 87.937 descartados, sendo 18.433  por RT-PCR e 69.504  por teste rápido e 843 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 885  em Alto Alegre, 619 no Amajari, 55.230 casos foram notificados em Boa Vista, 1.356 em Bonfim, 1.470 no Cantá, 1.448 em Caracaraí, 1.298 em Caroebe, 691 em Iracema, 1.690 em Mucajaí, 415  em Normandia, 1.810 em Pacaraima, 2.082 em Rorainópolis, 960 em São João da Baliza, 303 em São Luiz e 1.035  em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 1.224 em Alto Alegre, 868 em Amajari, 68.365 notificações ocorreram em Boa Vista, 2.165 em Bonfim, 1.018 no Cantá, 1.861 em Caracaraí, 1.482 em Caroebe, 928 em Iracema, 2.161 em Mucajaí, 417 em Normandia, 714 em Pacaraima, 2.893 em Rorainópolis, 1.090 em São João da Baliza, 474 em São Luís e 422 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 843 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 21 em Alto Alegre, 16 em Amajarí, 613 no município de Boa Vista, 15 no Bonfim, 16 no Cantá, 19 em Caracaraí, 11 em Caroebe, 08 em Iracema, 20 em Mucajaí, 22 em Normandia, 29 em Pacaraima, 31 em Rorainópolis, 03 em São João da Baliza, 05 São Luiz e 06 em Uiramutã.

Além disso, 68.695 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 825  em Alto Alegre, 581 em Amajari, 51.674 são de Boa Vista, 1.328 de Bonfim, 1.423 no Cantá, 1.386 em Caracaraí, 1.206 em Caroebe, 665 em Iracema, 1.563 em Mucajaí, 392 em Normandia, 1.753 em Pacaraima, 1.946 em Rorainópolis, 911 em São João da Baliza, 189 de São Luiz e 1025 em Uiramutã.Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

O trabalho de ampliação de leitos continua sendo realizado no HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento). Na noite desta terça-feira, 26, foram ampliados mais 10 leitos de UTI, com a reorganização do espaço físico do Bloco E, aumentando a capacidade de tratamento dos pacientes acometidos pela COVID-19.

O governador Antonio Denarium explicou que nos últimos seis meses, o número de leitos aumentou consideravelmente.

“Estamos atuando de forma efetiva contra o Covid. Nos últimos 6 meses já aumentamos em 265% o número de leitos de UTI somente no HGR. Vamos aumentar mais ainda. Articulamos e conseguimos mais vacinas para imunizar a população. Temos oxigênio, e nunca paramos de atender na pandemia” disse Denarium.

De acordo com o secretário adjunto, Alexandre Salomão, o objetivo é garantir que todos os pacientes acometidos pela doença recebam o atendimento necessário.

“Essa é uma medida urgente adotada para apresentar uma resposta imediata para a sociedade sobre todo o trabalho que estamos fazendo nesse momento delicado da pandemia. Logo no início da noite dessa terça-feira montamos a equipe, somamos esforços e cada um fez o máximo para que pudéssemos finalizar os ajustes, e graças ao empenho de toda a equipe conseguimos finalizar tudo e ampliar os leitos no final da noite”, esclareceu Salomão.

Com a finalização do espaço, o HGR conta agora com 50 leitos de UTI, 10 leitos semi-intensivos e 139 leitos clínicos.

“Estamos trabalhando muito, adotando todas as medidas necessárias e possíveis para conter o avanço da pandemia e minimizar as consequências. Estão sendo aplicados todos os esforços para realizar ainda essa semana uma nova ação de ampliação de leitos, bem como a contratação de mais profissionais, e o reabastecimento contínuo de medicamentos, insumos e oxigênio para que possamos ter condições de atender a todos”, complementou. 

Publicado em DESTAQUES

A Seed (Secretaria de Educação e Desporto) mantém suspenso no período de 27 de janeiro a 09 de fevereiro, o ensino remoto vinculante em toda a rede estadual de ensino. Ou seja, durante este período está suspenso o envio pelos professores, de atividades educacionais impressas ou online para os estudantes das escolas da capital, interior e indígenas.

De acordo com a Portaria N° 0001/2021, a decisão foi baseada considerando as medidas recomendatórias do ‘Comitê de Crise para o Enfrentamento da Emergência de Saúde Pública de importância Internacional e Nacional’ decorrente da pandemia do Coronavírus (COVID-19) no Estado de Roraima.

Diante do cenário atual da pandemia em Roraima, a suspensão temporária do ensino remoto também foi necessária para alinhar, planejar e definir as ações pedagógicas além da reconstrução do Plano de Trabalho Escolar com foco no currículo escolar das etapas e modalidades da Educação Básica.

As férias escolares encerraram neste dia 26 de janeiro. A partir de agora, as equipes de gestão escolar e coordenação pedagógica das escolas promoverão junto ao corpo docente, reuniões pedagógicas online para definir as ações educacionais para a conclusão do ano letivo 2020.

“O cenário da pandemia que vivenciamos hoje em Roraima requer que se mantenha os cuidados e protocolos sanitários de biossegurança. Foi necessária essa suspensão do ensino remoto para alinhar as ações educacionais na rede e visando acima de tudo a segurança de professores, servidores e alunos”, destacou a Secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo.

A Seed promoveu uma reunião via web com todos os gestores escolares da capital e interior para apresentar a Portaria e repassar as orientações necessárias para o seu cumprimento.

Os departamentos de ensino como o DEB (Departamento de Educação Básica) e DEPE (Departamento de Desenvolvimento de Políticas Educacionais) vão acompanhar as atividades pedagógicas das instituições de ensino e a Divisão de Fortalecimento de Currículo será responsável por monitorar os trabalhos.

O Ceforr (Centro Estadual de Formação dos Profissionais da Educação de Roraima) deverá desenvolver no período atividades de formação a fim de potencializar o processo de ensino aprendizagem com foco nas diretrizes da BNCC (Base Nacional Comum Curricular).

“É importante informar que todo o planejamento, cursos, capacitações e formações vão ocorrer de forma online. É uma forma de respeitar, zelar e cuidar dos nossos profissionais”, reforçou Semaias Alexandre, secretário adjunto da Educação Básica da Seed.

Retorno presencial sem data definida

Até o momento não há nenhuma data definida para o retorno das aulas presenciais nas escolas. Essa decisão de retomada presencial das aulas será tomada em conjunto com a Sesau (Secretaria de Estado da Saúde).

Embora ainda não exista data definida, a secretária de Educação adiantou que a perspectiva para um futuro retorno das aulas presenciais é de forma gradual e escalonada, com a implementação de tempos extras na escola e também com a distribuição de tempos em aulas remotas.

“Mas esse formato de retorno ainda está sendo cuidadosamente estudado pelas equipes pedagógicas, e as decisões serão baseadas na legislação educacional e nas orientações e normativas vigentes, com ampla divulgação para a sociedade”, explicou Leila Perussolo.

 

Publicado em DESTAQUES
Quarta, 27 Janeiro 2021 14:13

Atendimento on-line no IPER cresce mais de 65%

O Instituto de Previdência do Estado de Roraima (IPER) somou no ano de 2020 um crescimento de 62,5% no sistema de atendimento on-line. A utilização de novos recursos eletrônicos, como WhatsApp e e-mail, facilitaram o acesso aos serviços oferecidos aos segurados. O presidente do Instituto, José Haroldo Campos, explicou que o servidor não precisa aguardar tanto tempo para receber as informações ou solicitar algum benefício.

“O atendimento on-line é uma realidade que veio para ficar. Estamos trabalhando para implantar um aplicativo para os servidores terem mais facilidades, a nossa meta é ser cem por cento on-line em todos os serviços, ” esclareceu o presidente. Segundo a diretora de previdência em exercício, Poliana Soares, por dia são respondidas em média 30 mensagens.

“Esses canais de comunicação tem apresentado bons resultados e garante também a segurança aos segurados, pois dessa forma eles não precisam se deslocar à sede do IPER nesse período de vulnerabilidade ocasionado pela pandemia”, esclareceu Poliana Soares. Permanecem de forma presencial os serviços de avaliação social, perícia médica e a reabilitação profissional.

O IPER vem adotando uma série de medidas administrativas que ao longo das atividades vem apresentando resultados. Além da facilidade do agendamento on-line houve a mudança no fluxograma do processo de solicitação da aposentadoria tornando mais célere. No ano passado, foram concedidas 362 aposentadorias no período de janeiro a dezembro, um aumento de 174% nas concessões, em relação ao mesmo período de 2019

Nossos canais de atendimento

Para entrar em contato com o IPER para solicitar informações ou dar entrada em algum benefício basta utilizar os seguintes canais eletrônicos: whatsapp: (95) 98104-2998 ou pelo nosso e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Publicado em DESTAQUES
Quarta, 27 Janeiro 2021 01:05

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 160.242 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 72.921 foram confirmados, sendo 15.979 por RT-PCR e 56.942 por teste rápido, 87.321 descartados, sendo 18.220 por RT-PCR e 69.101  por teste rápido e 837 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 885  em Alto Alegre, 616 no Amajari, 55.026 casos foram notificados em Boa Vista, 1.354 em Bonfim, 1.470 no Cantá, 1.424 em Caracaraí, 1.291 em Caroebe, 690 em Iracema, 1.658 em Mucajaí, 415  em Normandia, 1.809 em Pacaraima, 2.062 em Rorainópolis, 947 em São João da Baliza, 300 em São Luiz e 1.035  em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 1.222 em Alto Alegre, 846 em Amajari, 67.924 notificações ocorreram em Boa Vista, 2.158 em Bonfim, 1.017 no Cantá, 1.845 em Caracaraí, 1.462 em Caroebe, 924 em Iracema, 2.128 em Mucajaí, 417 em Normandia, 713 em Pacaraima, 2.871 em Rorainópolis, 1.057 em São João da Baliza, 470 em São Luís e 422 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 837 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 21 em Alto Alegre, 16 em Amajarí, 608 no município de Boa Vista, 15 no Bonfim, 16 no Cantá, 19 em Caracaraí, 11 em Caroebe, 08 em Iracema, 20 em Mucajaí, 22 em Normandia, 29 em Pacaraima, 31 em Rorainópolis, 03 em São João da Baliza, 05 São Luiz e 06 em Uiramutã.

Além disso, 68.695 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 825  em Alto Alegre, 581 em Amajari, 51.674 são de Boa Vista, 1.328 de Bonfim, 1.423 no Cantá, 1.386 em Caracaraí, 1.206 em Caroebe, 665 em Iracema, 1.563 em Mucajaí, 392 em Normandia, 1.753 em Pacaraima, 1.946 em Rorainópolis, 911 em São João da Baliza, 189 de São Luiz e 1025 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

Definido por meio de sorteio público, o Idecan (Instituto de Desenvolvimento Educacional Cultural e Assistência Nacional) será a banca responsável pela organização do concurso público para contratação de professores da Carreira de Magistério da Educação Indígena. Serão ofertadas 1.000 vagas.

O sorteio público ocorreu na tarde desta terça-feira, 26, no auditório da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) e foi conduzido por Semaias Alexandre Silva, presidente da Comissão Setorial do Concurso, instituída pela Portaria n° 463/GAB/SEGAD, de 30 de janeiro de 2020.

No processo de seleção da banca, realizado por meio de dispensa de licitação com base no artigo 24, XIII, da Lei n° 8666/93 (Lei de Licitações), duas empresas chegaram à fase final dos procedimentos empatadas nos quesitos exigidos dentro do tipo melhor técnica e preço: Idecan e IBFC (Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação).

Em razão disso, foi seguido o disposto no artigo 45, parágrafo 2° da Lei de Licitações, que prevê sorteio em ato público no caso de empate entre as participantes. A empresa IBFC não enviou representante e justificou a ausência por meio de documento.

“O concurso público para professor indígena é um compromisso do início da gestão do governador Antonio Denarium e também da categoria. Hoje foi mais um passo importante nesse processo, que é a definição da empresa que vai organizar o concurso”, destacou Semaias Alexandre.

Ele explicou que agora o processo será encaminhado para a CPL (Comissão Permanente de Licitação) do Estado para análise do procedimento realizado pela Seed, emissão de certidões, publicações e demais trâmites burocráticos legais.

“Após essa etapa, o processo retorna para a Seed para fins de contratação. A partir daí, será responsabilidade da empresa lançar o edital, cronograma e demais procedimentos para o concurso. Os professores devem continuar os estudos e se preparar para o concurso que vai acontecer muito em breve”, enfatizou.

O último concurso realizado para contratação de professores para a rede estadual de ensino foi em 2007. Para a coordenadora da Opirr (Organização dos Professores Indígena de Roraima), Edite Andrade, a realização do certame é um grande avanço e, segundo ela, a oportunidade de integrar o quadro efetivo do Estado vai trazer melhoria para a qualidade do ensino.

“O seletivo que é feito a cada dois anos tem trazido bons resultados, mas pedagogicamente ter um profissional no quadro efetivo será bem melhor, pois não haverá rotatividade de professores. Eles poderão ter segurança e se dedicar ainda mais para fazer uma educação indígena de qualidade em nosso Estado”, disse.

 

Publicado em DESTAQUES

O Estado de Roraima, que vive um dos momentos mais importantes no que se refere ao trabalho de combate à COVID-19, recebeu mais um reforço de vacinas para o trabalho de imunização da população. O Estado já repassou 33.674 doses de vacinas aos 15 municípios e distritos indígenas para a execução da campanha de vacinação contra a doença.

O repasse dos imunizantes está sendo realizado de forma imediata pelo Nepni (Núcleo Estadual do Programa Nacional de Imunização), conforme a demanda apresentada por cada região.

De acordo com a gerente do Nepni, Alice Dantas, as doses recebidas até o momento ainda serão utilizadas para reforçar o estoque de imunobiológicos para a vacinação ainda na primeira etapa da campanha.

"Ainda estamos trabalhando com o planejamento da primeira etapa da campanha. Estas vacinas serão utilizadas para a continuidade do trabalho de vacinação do grupo prioritário estabelecido pelo Ministério da Saúde para essa primeira etapa, que são os trabalhadores de saúde, indígenas aldeados e idosos acima dos 60 anos institucionalizados", esclareceu Alice.

Ela enfatizou que o Estado receberá mais vacinas ainda na próxima semana. “É importante esclarecer que na semana que vem outras 14.260 doses serão distribuídas aos municípios para o início da aplicação da segunda dose. A nossa expectativa é continuar com o trabalho, seguindo o Plano Nacional de Imunização”, reforçou.

Municípios estão realizando a vacinação

Até o momento, 4.370 pessoas foram vacinadas contra a COVID-19 em Roraima pelos municípios e distritos indígenas. A vacinação tem sido executada por cada coordenação municipal.

Os dados informados pelos municípios mostram que Alto Alegre vacinou 115 pessoas, Amajari 53, Boa Vista 2.668, Bonfim 108, Caracaraí 210, Cantá 125, Caroebe 27, Iracema 80, Mucajaí 116, Normandia 51, Pacaraima 93, Rorainópolis 296, São Luís 72, São João da Baliza 59, Uiramutã 51 e Dsei Leste 246.

“Cada município está responsável por executar, na prática, a campanha de vacinação e informar ao Sipni (Sistema de Informação do Ministério da Saúde) os dados sobre a quantidade de vacinas aplicadas. Mas nessas primeiras semanas, o site do Ministério da Saúde tem apresentado muita instabilidade. Por isso, estamos fazendo esse trabalho de forma manual, entrando em contato com cada município para buscar os dados e fazer o consolidado, até que o site do MS esteja pronto. Esse é o compromisso da gestão: de manter a transparência e esclarecimento da sociedade sobre o trabalho que está sendo realizado em Roraima”, acrescentou.

Municípios continuam recebendo as vacinas

De acordo com a coordenadora, seguindo o cronograma, até o momento o Estado de Roraima já recebeu 95.920 vacinas ao todo, sendo 91.920 Coronavac e 4.000 vacinas da Oxford/AstraZeneca.

“Todas as vacinas estão sendo distribuídas aos municípios pelo Nepni, de acordo com as estimativas populacionais de cada município e distritos indígenas, seguindo as diretrizes estabelecidas pelo MS”, enfatizou.

 

Publicado em DESTAQUES

A expansão da rede de água potável nos dois últimos anos tem reforçado o abastecimento na capital e no interior pelo Governo do Estado, por meio da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima). Em Boa Vista, a empresa está realizando obras de extensão de mais 540 metros de rede no bairro Cidade Satélite. No dia 20 de janeiro foram concluídos 240 metros para atender 27 residências, localizadas entre a Alameda Antares com a Rua Peixes.

Nos próximos dias, mais 300 metros de rede serão executados entre as ruas Escorpião e Câncer, beneficiando mais 80 famílias que realizaram um abaixo-assinado solicitando os serviços e foram prontamente atendidos pela diretoria da empresa. Durante os trabalhos, a equipe do setor comercial regulariza o cadastro dos imóveis da área atendida.

“A expansão de rede tem reforçado o abastecimento na capital e no interior. Levar água tratada e garantir saúde à população é uma das prioridades do Governo e compromisso da atual gestão, que estamos cumprindo”, afirmou o presidente da Caer, James Serrador.

Mais de 6 km de expansão de rede de água em dois anos

De janeiro de 2019 a janeiro de 2021 foram realizados mais de seis quilômetros de expansão de rede de água (6.690 metros) em Boa Vista, incluindo a área rural, como a vila Passarão. Atualmente, a Caer dispõe de 1.117.537 metros de rede em toda a área que abrange o município.

No interior, foram executados no mesmo período mais de seis quilômetros (6.400 metros) de expansão de rede de água nos municípios de Bonfim, Mucajaí, Pacaraima, Rorainópolis, Caroebe e Cantá. Em Amajari está em execução a extensão de 500 metros e, em Iracema, mais 3.780 metros, ambos nas sedes dos municípios.

 

Publicado em DESTAQUES

O Governo de Roraima, querendo otimizar o espaço ocupado pela Polícia Civil, disponibilizou para alienação por meio de leilão, diversos bens que estavam se deteriorando nos pátios das delegacias. São 62 lotes de mercadorias que incluem motos, jóias, carros, além de sucatas que serão leiloados. Os materiais são bens apreendidos durante operações e investigações envolvendo o crime de tráfico de drogas.

O leilão está sendo promovido através de um convênio realizado pelo Governo de Roraima, por meio da Polícia Civil e a SENAD (Secretaria Nacional de Política Sobre Drogas) e será totalmente online, através da página wrleiloes (www.wrleiloes.com.br).

De acordo com o diretor administrativo da Polícia Civil, delegado Jimmy Santana, esses bens apreendidos estavam há muito tempo na Cidade da Polícia. O delegado Geral, Herbert de Amorim Cardoso, determinou que fosse realizada a identificação detalhada de todo material apreendido, vinculado ao processo, de forma a buscar meios de leiloá-los. No final do ano passado foi possível firmar o convênio para realizar as vendas.

Segundo Jimmy Santana, o leilão dos bens é uma forma de promover investimentos no combate à criminalidade, uma vez que parte dos recursos arrecadados retornará para a Polícia Civil por meio de convênio, a ser investido na DRE (Delegacia de Repressão ao Entorpecente).

“Além da aquisição desses recursos, por meio do leilão, teremos a retirada desses materiais da Cidade da Polícia Civil, o que vai colaborar com a organização do ambiente, principalmente no controle de endemias”, destacou. A visitação ao leilão virtual está aberta até esta quarta-feira, dia 27, para lances e na quinta (28), serão realizadas as vendas. No site a pessoa interessada tem acesso à fotografia do bem a ser leiloado, com sua descrição e o valor do lance inicial.

 

Publicado em DESTAQUES

O Governo de Roraima vem trabalhando diariamente no compromisso de reduzir os impactos negativos do Covid, por meio de ações estratégicas de enfrentamento da doença.  Uma das medidas é a contratação de mais profissionais para atuar nas Unidades Hospitalares. Por meio de processo seletivo a Sesau (Secretaria de Saúde) já contratou 537 técnicos de enfermagem para atuarem na linha de frente no combate à pandemia, desde o mês de março do ano passado, quando foi lançado o edital de contratação imediata.

Nessa segunda-feira, 25, outros 90 profissionais se apresentaram na CGTES (Coordenadoria Geral de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde) para iniciar as atividades. Os novos profissionais contratados fazem parte da sétima chamada do seletivo simplificado para a contratação direta de diversos profissionais de saúde.

De acordo com o secretário Marcelo Lopes, a convocação dos 90 técnicos de enfermagem é fundamental para o fortalecimento da saúde, afinal são eles que estão presentes durante todo o tratamento de pacientes, desde o momento da entrada até o de alta hospitalar.

“Desde que o HGR se tornou referência no atendimento a pacientes acometidos pela COVID-19, é de extrema importância esse chamamento de novos técnicos de enfermagem para enfrentar o cenário atual da pandemia e garantir que mais vidas sejam salvas”, destacou o secretário Marcelo Lopes. Para a técnica de enfermagem Juliana da Silva, que atuou no Hospital de Campanha e que estava desempregada, é uma honra ter sido convocada para trabalhar no HGR.

"Quando a pessoa gosta do próprio trabalho, ela tem o prazer de levantar e falar, estou trabalhando na minha área, com o que eu gosto e amo e ainda ter a honra poder ajudar nesse momento", explicou a técnica de enfermagem. Em todo país os técnicos de enfermagem, assim como todos os profissionais de saúde, são peças-chave no enfrentamento de grandes desafios como a pandemia causada pelo Coronavírus. Elizangela Brito, também técnica de enfermagem, se sente lisonjeada por poder atuar no Estado onde nasceu.

“Fui convocada na sétima chamada do seletivo do Estado, e estou muito feliz por atuar na linha de frente pelo meu estado, pra mim é uma honra trabalhar pela saúde do estado onde eu nasci e cresci”, enfatizou Elizangela.

Publicado em DESTAQUES
Página 1 de 247