Mostrando itens por marcador: governotrabalhando

Terça, 12 Janeiro 2021 12:37

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 150.692 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 69.888 foram confirmados, sendo 14.561 por RT-PCR e 55.327 por teste rápido, 80.804 descartados, sendo 15.800  por RT-PCR e 64.899 por teste rápido e 795 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 845 em Alto Alegre, 597 no Amajari, 52.646 casos foram notificados em Boa Vista, 1.342 em Bonfim, 1.440 no Cantá, 1.396 em Caracaraí, 1.218 em Caroebe, 636 em Iracema, 1.536 em Mucajaí, 413  em Normandia, 1.783 em Pacaraima, 1.981 em Rorainópolis, 911 em São João da Baliza, 284 em São Luiz e 1017   em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 1.164 em Alto Alegre, 792 em Amajari, 62.383 notificações ocorreram em Boa Vista, 2.131 em Bonfim, 930 no Cantá, 1.779 em Caracaraí, 1.359 em Caroebe, 844 em Iracema, 1.919 em Mucajaí, 407 em Normandia, 691 em Pacaraima, 2.798 em Rorainópolis, 1.001 em São João da Baliza, 448 em São Luís e 422 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 795 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 19 em Alto Alegre, 16 em Amajarí, 580 no município de Boa Vista, 15 no Bonfim, 16 no Cantá, 17 em Caracaraí, 08 em Caroebe, 07 em Iracema, 18 em Mucajaí, 21 em Normandia, 29 em Pacaraima, 29 em Rorainópolis, 03 em São João da Baliza, 05 São Luiz e 06 em Uiramutã.

Além disso, 67.408 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 817  em Alto Alegre, 556 em Amajari, 50.632 são de Boa Vista, 1.322 de Bonfim, 1.415 no Cantá, 1.375 em Caracaraí, 1.201 em Caroebe, 624 em Iracema, 1.484 em Mucajaí, 388 em Normandia, 1.753 em Pacaraima, 1.935 em Rorainópolis, 904 em São João da Baliza, 189 de São Luiz e 1011 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

O Iper (Instituto de Previdência do Estado de Roraima) contabilizou no ano de 2020 aumento no número de concessão de benefícios previdenciários (aposentadorias e pensões) para os servidores públicos.

De acordo com o levantamento realizado pelo Instituto, foram concedidas  362 aposentadorias no período de janeiro a dezembro, um aumento de 174% nas concessões em relação ao mesmo período de 2019, quando foram liberadas 132 aposentadorias.

Também houve aumento no número de pensões por morte. No ano passado o Iper concedeu 69 pensões, resultando em aumento de 109% em relação ao ano de 2019, quando foram concedidos 33 benefícios.

Para o presidente do Iper, José Haroldo Campos, esses números são recordes e demonstram que a gestão do Instituto está capacitada e mesmo em meio à pandemia conseguiu ser eficiente e produtiva, batendo todas as metas estabelecidas.

“As pessoas que deram entrada na aposentadoria em 2020 conseguiram se aposentar em tempo recorde, reflexo do ótimo trabalho desenvolvido por toda a equipe”, explicou o presidente.

O Instituto adotou o SEI (Sistema Eletrônico de Informação) e o processo de concessão de aposentadorias e pensões é totalmente digital. Além disso,  instituiu um modelo de desburocratização e criou uma lista de documentos mais enxuta e um fluxograma simples, dando celeridade aos processos de pedido de benefício previdenciário.

O servidor público pode fazer o requerimento do benefício de forma on-line. O prazo médio de tramitação do processo de aposentadoria chega a ser de 45 dias. O  diretor de Previdência do Iper, Marlisson Lobato, afirmou que conforme as projeções atuariais, a tendência  será de crescimento a cada ano.

“Os servidores públicos estaduais vão preenchendo os requisitos para aposentadoria que são; idade ou  tempo de contribuição.Todos que tiveram os benefícios liberados já estão na folha de pagamento do Iper” explicou Lobato.

 

Publicado em DESTAQUES
Domingo, 10 Janeiro 2021 23:59

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 140.441 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 69.785 foram confirmados, sendo 14.510 por RT-PCR e 55.275 por teste rápido, 80.656 descartados, sendo 15.757 por RT-PCR e 64.899 por teste rápido e 793 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 845 em Alto Alegre, 597 no Amajari, 52.561 casos foram notificados em Boa Vista, 1.342 em Bonfim, 1.439 no Cantá, 1.396 em Caracaraí, 1.215 em Caroebe, 635 em Iracema, 1.536 em Mucajaí, 413  em Normandia, 1.779 em Pacaraima, 1.975 em Rorainópolis, 911 em São João da Baliza, 284 em São Luiz e 1017   em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 1.164 em Alto Alegre, 792 em Amajari, 62.247 notificações ocorreram em Boa Vista, 2.131 em Bonfim, 927 no Cantá, 1.779 em Caracaraí, 1.359 em Caroebe, 844 em Iracema, 1.918 em Mucajaí, 407 em Normandia, 689 em Pacaraima, 2.797 em Rorainópolis, 1.000 em São João da Baliza, 448 em São Luís e 422 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 793 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 18 em Alto Alegre, 16 em Amajarí, 580 no município de Boa Vista, 15 no Bonfim, 16 no Cantá, 17 em Caracaraí, 08 em Caroebe, 07 em Iracema, 18 em Mucajaí, 21 em Normandia, 29 em Pacaraima, 28 em Rorainópolis, 03 em São João da Baliza, 05 São Luiz e 06 em Uiramutã.

Além disso, 66.262 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 813  em Alto Alegre, 555 em Amajari, 49.690 são de Boa Vista, 1.320 de Bonfim, 1.409 no Cantá, 1.365 em Caracaraí, 1.190 em Caroebe, 600 em Iracema, 1.393 em Mucajaí, 388 em Normandia, 1.753 em Pacaraima, 1.935 em Rorainópolis, 893 em São João da Baliza, 189 de São Luiz e 1000 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES
Sábado, 09 Janeiro 2021 23:49

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 140.256 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 69.732 foram confirmados, sendo 14.457 por RT-PCR e 55.275 por teste rápido, 80.524 descartados, sendo 15.625 por RT-PCR e 64.899 por teste rápido e 793 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 845 em Alto Alegre, 597 no Amajari, 52.518 casos foram notificados em Boa Vista, 1.342 em Bonfim, 1.438 no Cantá, 1.395 em Caracaraí, 1.215 em Caroebe, 635 em Iracema, 1.536 em Mucajaí, 413  em Normandia, 1.777 em Pacaraima, 1.975 em Rorainópolis, 911 em São João da Baliza, 281 em São Luiz e 1017   em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 1.164 em Alto Alegre, 792 em Amajari, 62.140 notificações ocorreram em Boa Vista, 2.131 em Bonfim, 917 no Cantá, 1.776 em Caracaraí, 1.359 em Caroebe, 844 em Iracema, 1.918 em Mucajaí, 407 em Normandia, 688 em Pacaraima, 2.796 em Rorainópolis, 1.000 em São João da Baliza, 443 em São Luís e 422 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 793 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 18 em Alto Alegre, 16 em Amajarí, 580 no município de Boa Vista, 15 no Bonfim, 16 no Cantá, 17 em Caracaraí, 08 em Caroebe, 07 em Iracema, 18 em Mucajaí, 21 em Normandia, 29 em Pacaraima, 28 em Rorainópolis, 03 em São João da Baliza, 05 São Luiz e 06 em Uiramutã.

Além disso, 66.262 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 813  em Alto Alegre, 555 em Amajari, 49.690 são de Boa Vista, 1.320 de Bonfim, 1.409 no Cantá, 1.365 em Caracaraí, 1.190 em Caroebe, 600 em Iracema, 1.393 em Mucajaí, 388 em Normandia, 1.753 em Pacaraima, 1.935 em Rorainópolis, 893 em São João da Baliza, 189 de São Luiz e 1000 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES
Sexta, 08 Janeiro 2021 22:53

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 149.952 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 69.640 foram confirmados, sendo 14.410 por RT-PCR e 55.230 por teste rápido, 80.312 descartados, sendo 15.580 por RT-PCR e 64.732 por teste rápido e 793 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 845 em Alto Alegre, 597 no Amajari, 52.436 casos foram notificados em Boa Vista, 1.341 em Bonfim, 1.438 no Cantá, 1.394 em Caracaraí, 1.215 em Caroebe, 635 em Iracema, 1.536 em Mucajaí, 413  em Normandia, 1.776 em Pacaraima, 1.972 em Rorainópolis, 911 em São João da Baliza, 281 em São Luiz e 1017   em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 1.164 em Alto Alegre, 792 em Amajari, 61.935 notificações ocorreram em Boa Vista, 2.129 em Bonfim, 916 no Cantá, 1.776 em Caracaraí, 1.359 em Caroebe, 844 em Iracema, 1.917 em Mucajaí, 407 em Normandia, 688 em Pacaraima, 2.793 em Rorainópolis, 1.000 em São João da Baliza, 443 em São Luís e 422 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 793 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 18 em Alto Alegre, 16 em Amajarí, 580 no município de Boa Vista, 15 no Bonfim, 16 no Cantá, 17 em Caracaraí, 08 em Caroebe, 07 em Iracema, 18 em Mucajaí, 21 em Normandia, 29 em Pacaraima, 28 em Rorainópolis, 03 em São João da Baliza, 05 São Luiz e 06 em Uiramutã.

Além disso, 66.262 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 813  em Alto Alegre, 555 em Amajari, 49.690 são de Boa Vista, 1.320 de Bonfim, 1.409 no Cantá, 1.365 em Caracaraí, 1.190 em Caroebe, 600 em Iracema, 1.393 em Mucajaí, 388 em Normandia, 1.753 em Pacaraima, 1.935 em Rorainópolis, 893 em São João da Baliza, 189 de São Luiz e 1000 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

O Governo de Roraima reinaugurou nesta quinta-feira, 7, a escola estadual Sebastião Félix Correa, na Vila Nova, em Mucajaí. A unidade recebeu reparação nos forros, manutenção no telhado, instalações elétricas, hidráulicas, sanitárias, além de pinturas e trocas de portas e janelas, com investimento de R$ 152 mil.

"Essa escola estava há mais de 10 anos sem receber uma mão de tinta. Entregamos uma unidade toda revitalizada com mobiliários novos, carteiras novas, kits de merenda escolar, ar condicionados novos para valorizar a educação do Estado", disse Antonio Denarium.

Ele disse também que vai construir novas escolas para ampliar o número de vagas para os estudantes. "Temos 383 escolas da rede estadual e na nossa gestão todas as unidades serão revitalizadas, além do mais, na Capital e no interior vamos construir mais 10 novas escolas. O Governo de Roraima está trabalhando por uma educação pública de qualidade para todos, nos 15 municípios", complementou.

A escola Sebastião Félix vai atender 49 alunos do 6° ao 9° ano do Ensino Fundamental matutino e vespertino. "É o Governo de Roraima firmando mais uma vez o seu compromisso com a sociedade. A preocupação é em reconstruir a educação do Estado, que estava desamparada há muito tempo. A escola Sebastião Félix é 14ª unidade sendo entregue aos nossos municípios, além das que foram revitalizadas na Capital", relatou Leila Perussolo.

Para a aluna Ana Paula Morais Pereira, a revitalização despertou o interesse em frequentar a escola. "A escola está muito linda, gostamos muito! Isso porque antigamente não tínhamos ar condicionado e nós sofríamos com o calor, agora eu sei que vai mudar, está tudo diferente, temos carteiras novas, mesas além de uma biblioteca", ressaltou feliz a estudante.

Publicado em DESTAQUES

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), inicia 2021 dando continuidade ao trabalho de fortalecimento da saúde roraimense, em todas as áreas, incluindo a atenção às comunidades indígenas.

Na quarta-feira, 6, o secretário de Saúde, Marcelo Lopes, esteve reunido com o secretário do Índio, Marcelo Pereira, os representantes dos Distritos Sanitários Yanomami, Rômulo Pinheiro e Leste, José Valdemiro do Nascimento e a equipe técnica da CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde) e CGAB (Coordenadoria Geral de Atenção Básica). Em pauta, estratégias de gestão integrada que promovam o fortalecimento da saúde indígena no Estado.

“Foi um momento importante onde tivemos conhecimento sobre o planejamento, pelos gestores indígenas, no que se refere à testagem e imunização das comunidades indígenas contra a COVID-19. O objetivo é melhorar os indicadores de imunização e com esse encontro avaliarmos e chegarmos ao acordo sobre como será feita a testagem em massa nas comunidades indígenas para a detecção da COVID-19 e a imunização contra a doença”, esclareceu o secretário Marcelo Lopes.

Para o secretário Marcelo Pereira, o encontro foi oportuno para garantir a integração entre os entes que integram o Governo do Estado.

“Precisamos tratar da saúde indígena de forma conjunta, para que a gente tenha resultados mais plausíveis, que contemplem as necessidades das comunidades indígenas. É uma satisfação muito grande ver a aproximação dessas instituições, o que vai ajudar a atender as necessidades reais dos indígenas", salientou Pereira.

Durante a reunião o secretário de Saúde explicou sobre as medidas adotadas pela gestão da Sesau, seguindo a orientação do Governador Antonio Denarium, de promover saúde de qualidade para todos os cidadãos, especialmente durante o período de pandemia.

Para o representante do Distrito Sanitário Yanomami, Rômulo Pinheiro, a reunião foi muito positiva e demonstra o interesse do Estado de realizar uma gestão tripartite.

“A saúde indígena não é uma coisa isolada, mas sim compartilhada entre Estados, União e Municípios, então graças a essa junção em que a secretária de Saúde busca apoiar os Distritos juntamente com a Secretária do Índio, vamos poder executar um trabalho mais amplo e muito mais eficiente”, disse Pinheiro.

Segundo o representante do Distrito Sanitário Leste, Valdemiro Nascimento, o encontro foi fundamental para discutir em um momento temáticas diferentes relacionadas à saúde indígena.

“Tivemos a oportunidade de expor as dificuldades que ambos os Distritos enfrentam atualmente, no contexto da rotina de logística e gestão, principalmente nesse momento da pandemia. O Distrito Leste atualmente tem uma ação contra o COVID-19, e a reunião foi para apresentar as ações e fortalecer esse plano que já existe e que precisa ser implementado na prática. Nos sentimos satisfeitos por perceber que o Estado está disposto a ajudar para que haja um melhor resultado com relação à prevenção ao COVID-19”, disse Nascimento.

 

Publicado em DESTAQUES
Quinta, 07 Janeiro 2021 22:13

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 149.490 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 69.461 foram confirmados, sendo 14.327 por RT-PCR e 55.134 por teste rápido, 80.029 descartados, sendo 15.473 por RT-PCR e 64.556 por teste rápido e 793 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 844 em Alto Alegre, 597 no Amajari, 52.266 casos foram notificados em Boa Vista, 1.341 em Bonfim, 1.437 no Cantá, 1.394 em Caracaraí, 1.215 em Caroebe, 634 em Iracema, 1.536 em Mucajaí, 413  em Normandia, 1.775 em Pacaraima, 1.972 em Rorainópolis, 911 em São João da Baliza, 280 em São Luiz e 1017   em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 1.162 em Alto Alegre, 792 em Amajari, 61.663 notificações ocorreram em Boa Vista, 2.129 em Bonfim, 913 no Cantá, 1.775 em Caracaraí, 1.359 em Caroebe, 844 em Iracema, 1.917 em Mucajaí, 406 em Normandia, 688 em Pacaraima, 2.793 em Rorainópolis, 1.000 em São João da Baliza, 443 em São Luís e 422 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 793 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 18 em Alto Alegre, 16 em Amajarí, 580 no município de Boa Vista, 15 no Bonfim, 16 no Cantá, 17 em Caracaraí, 08 em Caroebe, 07 em Iracema, 18 em Mucajaí, 21 em Normandia, 29 em Pacaraima, 28 em Rorainópolis, 03 em São João da Baliza, 05 São Luiz e 06 em Uiramutã.

Além disso, 66.262 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 813  em Alto Alegre, 555 em Amajari, 49.690 são de Boa Vista, 1.320 de Bonfim, 1.409 no Cantá, 1.365 em Caracaraí, 1.190 em Caroebe, 600 em Iracema, 1.393 em Mucajaí, 388 em Normandia, 1.753 em Pacaraima, 1.935 em Rorainópolis, 893 em São João da Baliza, 189 de São Luiz e 1000 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

Integrantes do Comitê de Prevenção e Combate às Queimadas e Incêndios Florestais se reuniram na manhã desta quinta-feira, 7, no auditório do CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima), para discutir o primeiro ciclo do calendário de queimadas de Roraima. Participaram representantes da Defesa Civil Estadual, Defesa Civil Municipal, Fermarh (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos), Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima), Aderr (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima), Seplan (Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento) e representantes dos brigadistas contratados pelo Estado.

No encontro, ficou definido que o calendário de queimadas será entre os dias 7 de janeiro e 12 de fevereiro, nos municípios de Mucajaí, Iracema, Alto Alegre, Amajari, Pacaraima, Uiramutã, Bonfim, Cantá e Boa Vista.

Conforme o diretor de Monitoramento e Controle Ambiental da Fermarh, Glicério Fernandes, o calendário foi elaborado com base no acompanhamento do clima e dos focos de calor em cada região do Estado.

“Hoje as condições climáticas nos permitem dar início ao primeiro ciclo do calendário de queimadas nos municípios do norte do Estado. Vamos avaliar a situação dos demais municípios para liberar o calendário de queimadas posteriormente”, declarou.

O diretor executivo da Defesa Civil Estadual, coronel Cleudiomar Ferreira, discorreu sobre as condições climáticas observadas pelos órgãos de monitoramento e alertou para possibilidade do aumento da temperatura a partir da segunda quinzena de janeiro.

“A previsão para a segunda quinzena de janeiro é aumentar a possibilidade de incêndios florestais com o aumento da temperatura. Desde o dia 4 de janeiro o trabalho de mitigação de danos, com a limpeza de cabeceiras de pontes, vem sendo executado pelos brigadistas contratados pelo Governo do Estado”, ressaltou.

A próxima reunião do Comitê de Prevenção e Combate às Queimadas ocorrerá no dia 15 de janeiro.

 

Publicado em DESTAQUES

Na manhã desta quinta-feira, 7, foi realizada no auditório da Academia de Polícia Integrada Coronel Santiago a aula inaugural do Curso de Habilitação de Oficiais e Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos da PMRR (Polícia Militar de Roraima), que tem carga horária de 630h/a e se estende até maio deste ano. Ao todo 152 policiais militares participarão dos cursos, que fazem parte da capacitação obrigatória para futuras ascensões profissionais previstas em lei.

Está prevista ainda, para o dia 8, a aula inaugural do Curso de Especial de Aperfeiçoamento de Sargentos do Quadro Especial de Praças Policiais Militares, com carga horária de 260h/a, finalizando em março.

O subtenente da Polícia Militar, Igor Severo, que após a conclusão do curso poderá assumir o posto de 2° tenente, assegura que é uma honra servir a nossa briosa Polícia Militar e poder somar cada vez mais para uma instituição sólida e exercendo um serviço de qualidade para a sociedade roraimense.

O comandante Geral da PMRR, coronel Francisco Xavier, explica que o curso de habilitação de oficiais vai permitir que os subtenentes estejam tecnicamente aptos a ingressar no oficialato e que desempenharão diversas funções de comando na Capital e no interior.

Já com relação aos Cursos de Aperfeiçoamento de Sargentos, cuja carga horária é de 360h/a, o comandante ressalta que o curso vai reforçar a qualificação dos graduados em procedimentos administrativos, chefia e liderança, formas inovadoras de atuação no policiamento ostensivo, bem como outros conhecimentos necessários para o desempenho das graduações posteriores.

Publicado em DESTAQUES