Mostrando itens por marcador: governotrabalhando

Sexta, 05 Junho 2020 00:05

COMUNICADO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado.

As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 7.732 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes, 4.831 foram confirmados segundo município de residência, 2.907 foram descartados e 139 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 97 em Alto Alegre, 42 no Amajari, 3.705 casos foram notificados em Boa Vista, 91 em Bonfim, 181 no Cantá, 23 em Caracaraí, 74 em Caroebe, 17 em Iracema, 118 em Mucajaí, 15 em Normandia, 162 em Pacaraima, 148 em Rorainópolis, 42 em São João da Baliza, 45 em São Luiz e 12 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 82 em Alto Alegre, 19 em Amajari, 2.174 notificações ocorreram em Boa Vista, 66 em Bonfim, 74 no Cantá, 07 em Caracaraí, 108 em Caroebe, 17 em Iracema, 104 em Mucajaí, 07 em Normandia, 67 em Pacaraima, 51 em Rorainópolis, 53 em São João da Baliza, 49 em São Luiz e 01 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 139 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 03 em Alto Alegre, 01 em Amajarí, 116 no município de Boa Vista, 03 no Bonfim, 03 no Cantá, 01 em Caroebe, 01 em Iracema, 01 em Mucajaí, 03 em Pacaraima, 04 em Rorainópolis, 01 em São Luís e 01 em Uiramutã.  

Além disso, 1.240 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 25 em Alto Alegre, 01 em Amajari, 1002 são de Boa Vista, 23 de Bonfim, 07 do Cantá, 39 em Caroebe, 16 em Mucajaí, 02 em Normandia, 26 em Pacaraima, 70 em Rorainópolis e 27 de São Luiz. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

O Governo de Roraima recebeu da Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública) a doação 4,5 tonelada de EPIs (Equipamento de Proteção Individual). Os equipamentos foram destinados à Sesp (Secretaria de Segurança Pública) e serão distribuídos às forças de segurança do Estado.

De acordo com o governador Antonio Denarium, o material dará mais condições para que os profissionais de segurança do Estado possam trabalhar de forma mais tranquila. “Acabamos de recebemos da Senasp a doação de 4,5 de EPIs. Esse material será distribuído para Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar. Isso dará mais condições de trabalho para nossos agentes contra o Coronavírus”, declarou.

O material entregue contou com o apoio do senador Telmário Mota, que intermediou a vinda dos produtos de Brasília até Boa Vista. Além disso, contou com o apoio logístico da BABV (Base Aérea de Boa Vista), que transportou os EPIs, e do Exército Brasileiro, com o transporte de caminhão da Base até a Apics (Academia de Policia Integrada Coronel Santiago), local onde foram armazenados.

Entre os equipamentos estão 22.175 mil máscaras descartáveis, 8.3 mil máscaras N-95, 7.554 mil aventais, 2.808L de álcool em gel, 3.425 mil toucas e 700 protetores faciais.

Segundo o secretário adjunto de Segurança, Rômulo Saraiva, os equipamentos de proteção chegaram em momento muito oportuno. “Recebemos uma grande quantidade de material que chegou no momento certo. Temos agora condições de atendermos o nosso profissional de segurança que atua na ponta, ou seja, dar proteção a quem nos protege”, disse Rômulo.

Para a diretora da Apics, Giuliana Castro, a doação vai fazer uma grande diferença no controle da doença entre os profissionais da segurança no Estado. “Esse material que está chegando de doação da Senasp vai fazer uma grande diferença aqui no controle do Coronavírus entre os profissionais que fazem a segurança pública. Agora, a Sesp vai verificar as necessidades de cada instituição e realizar a distribuição”, esclareceu.

 

Publicado em MANCHETES

Nesta sexta-feira, 5 de junho, é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. Para marcar a data neste período de pandemia, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto), lança o Caderno de Atividades de Educação Ambiental na Sua Casa em Tempos de Pandemia, com informações e curiosidades sobre o tema.

Direcionado aos estudantes da rede estadual de ensino, o caderno é uma iniciativa do Depe (Departamento de Desenvolvimento de Políticas Educacionais), por meio da Diab (Divisão de Educação Ambiental), e o primeiro exemplar traz o tema "Uso racional da água em minha casa".

O objetivo é construir valores sociais e éticos visando o respeito e o uso responsável do meio ambiente. O material será disponibilizado quinzenalmente, com temas relacionados ao meio ambiente, para a equipe pedagógica da escolas, que encaminhará para os estudantes. Os professores também terão acesso ao caderno, que poderá ser utilizado como ferramenta para complementar atividades educacionais.

“Em tempos de pandemia, é de extrema relevância para a saúde pública enfatizar com os estudantes temas relacionados ao meio ambiente, visto que problemas ambientais afetam diretamente o bem-estar da população e só através da sua proteção é possível evitar a ocorrência de uma infinidade de doenças”, explicou a chefe da Diab, Karen Ribeiro.

Além das informações e curiosidades, cada caderno terá desafios para os estudantes cumprirem dentro de casa de forma lúdica, como verificar se há desperdício de água com alguma torneira pingando, por exemplo. “As atividades serão complementares e não avaliativas, mas cabe a cada professor incluir o debate sobre os temas durante atividades pedagógicas para fortalecer o ensino da educação ambiental”, esclareceu Karen.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL – A Lei Federal n° 445, de 7 de junho de 2004, instituiu a Educação Ambiental como componente obrigatório e essencial no currículo escolar, devendo estar presente de forma articulada em todos os níveis e modalidades do processo educativo, em caráter formal e não formal, de forma transversal, integrada e contínua.

A Seed, por meio do Depe/Diab, desenvolve junto às escolas ações permanentes de Educação Ambiental, almejando mudanças na relação entre homem e meio ambiente. Este ano, além do caderno de atividades, a Diab promoverá por meio de ferramentas digitais palestras que contribuirão para o desenvolvimento de projetos voltados para participação em prêmios, como por exemplo, a OBSMA (Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente), desenvolvido pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).

 

Publicado em DESTAQUES

Os técnicos da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima) e do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) viajaram nesta semana para as regiões da Raposa Serra do Sol e São Marcos para realizar a distribuição de vacina contra a febre aftosa, destinada às comunidades indígenas participantes da Agulha Oficial.

O esforço da Aderr e do Mapa visa imunizar todo o rebanho que está nas terras indígenas, garantindo a vacinação para manter Roraima livre de febre aftosa. Para alcançar esse objetivo, os técnicos estão presentes nos municípios, organizando a distribuição das doses da vacina.

Já foram levadas mais de 20 mil doses para o município de Pacaraima, a fim de serem distribuídas nas propriedades integrantes da reserva São Marcos, onde os indígenas têm um rebanho estipulado em aproximadamente 56 mil cabeças.

As doses agora estão sendo distribuídas para comunidades da Raposa Serra do Sol, situadas nos municípios de Uiramutã e Normandia. A vacinação do rebanho está sendo realizada pelos próprios indígenas da região. Alguns foram anteriormente treinados pela equipe de Defesa Agropecuária, por meio de cursos de agentes vacinadores. A capacitação foi realizada tanto na Raposa Serra do Sol quanto em São Marcos.

De acordo com a diretora de Defesa Animal da Aderr, Erika Paracat, os serviços da Agulha Oficial não ocorreram normalmente devido limitações impostas pelos indígenas. "Eles restringiram o acesso de pessoas visando a proteção das comunidades indígenas no que se refere ao contágio do COVID-19", afirmou.

Publicado em DESTAQUES

Salvar a vida das pessoas em tratamento contra o Coronavírus (COVID-19) tem sido um grande desafio para o Governo de Roraima, que desde o início da pandemia, não tem medido esforços para garantir atendimento eficiente aos pacientes.

Nesse sentido, nesta quarta-feira, 03, chegaram ao Estado 80 monitores multiparâmetros de sinais vitais para compor a estrutura dos leitos de retaguarda. Eles serão destinados aos novos leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva) nas unidades de atendimento aos casos da COVID-19.

O governador Antonio Denarium aproveitou a oportunidade para verificar os equipamentos na manhã desta quinta-feira, 04, na GGAF (Coordenação Geral de Assistência Farmacêutica). Ele reforçou que toda medida necessária está sendo tomada, por sua gestão, para que novos leitos de retaguarda sejam abertos, mas com estrutura de atendimento.

“Faço questão de acompanhar a entrega de cada carregamento de medicamentos e equipamentos que chegam ao Estado. Meu compromisso é com a saúde da população, nesse momento tão delicado que estamos vivendo. Estamos fazendo o possível para que nossas unidades de saúde façam o seu trabalho, que é salvar vidas”, garantiu Denarium.

Segundo a coordenadora da CGUE (Coordenadoria Geral de Urgência e Emergência), Larissa Vianna, foram adquiridos dois tipos de monitores, sendo o modelo padrão é o mais completo, composto por módulos que aumentam as funções do equipamento.

"O modelo padrão realiza o trabalho de monitoramento dos batimentos cardíacos, da pressão arterial e da saturação do oxigênio. O monitor de capnografia, o mais completo, auxilia no monitoramento de dióxido de carbono e da taxa respiratória no paciente", explicou.

Os monitores multiparâmetros foram adquiridos com recurso próprio do Governo de Roraima, em um investimento total de R$ 1.584.000,00. Larissa afirmou que o próximo passo será a instalação imediata dos equipamentos nesta sexta-feira, 05, que já poderão ser utilizados por pacientes.

“Os monitores serão usados para criação de novos leitos no HGR [Hospital Geral de Roraima]; no (HMINSN) Hospital Materno İnfantil Nossa Senhora de Nazareth; no HRSOSP [Hospital Regional Sul Ottomar de Sousa Pinto], em Rorainópolis; e na APC [Área de Proteção e Cuidados]. Os equipamentos serão tombados para então serem distribuídos", garantiu Larissa.

Ela destacou ainda que uma força tarefa foi planejada para que os equipamentos fossem transportados até o Estado com mais agilidade. "Os equipamentos vieram do Estado de São Paulo de avião por meio de transporte aéreo até Manaus, e seguiram de caminhão até Boa Vista com o apoio logístico de transporte do Corpo de Bombeiro Militar de Roraima", destacou.

POR UNIDADE – Serão destinados para o HRG 30 camas de UTI, 20 monitores, 10 ventiladores, 2 ventiladores de transporte.

O Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth, a Maternidade, que já havia recebido 05 ventiladores, vai receber mais uma unidade do equipamento, além de 05 monitores e 05 canas de UTI.

O Hospital de Rorainópolis será contemplado com 05 monitores, 05 ventiladores, 01 ventilador de transporte e 05 camas de UTI.

HOSPITAL DE CAMPANHA – Para a APC (Área de Proteção e Cuidados), além da entrega dos 20 monitores, a CGUE também vai destinar ao Hospital de Campanha mais 13 camas, 35 suportes de soro, 10 ventiladores, 02 ventiladores de transporte, 40 estetoscópios adulto, 03 aparelhos para medir glicemia, 02 focos clínicos, 20 válvulas reguladoras de oxigênio e 30 fluxômetros oxigênio.

 

Publicado em MANCHETES
Quinta, 04 Junho 2020 00:42

COMUNICADO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado.

As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 
6.891 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes, 
4.483 foram confirmados segundo município de residência, 2.413 foram descartados e 127 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 
92 em Alto Alegre, 41 no Amajari, 3.406 casos foram notificados em Boa Vista, 90 em Bonfim, 177 no Cantá, 23 em Caracaraí, 67 em Caroebe, 14 em Iracema, 117 em Mucajaí, 1em Normandia, 137 em Pacaraima, 148 em Rorainópolis, 41 em São João da Baliza, 45 em São Luiz e 12 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 
51 em Alto Alegre, 19 em Amajari, 1.750 notificações ocorreram em Boa Vista, 66 em Bonfim, 69 no Cantá, 05 em Caracaraí, 98 em Caroebe, 14 em Iracema, 95 em Mucajaí, 07 em Normandia, 65 em Pacaraima, 51 em Rorainópolis, 47 em São João da Baliza, 48 em São Luiz e 01 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 12
7 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 03 em Alto Alegre, 01 em Amajarí, 104 no município de Boa Vista, 03 no Bonfim, 03 no Cantá, 01 em Caroebe, 01 em Iracema, 01 em Mucajaí, 03 em Pacaraima, 04 em Rorainópolis, 01 em São Luís e 01 em Uiramutã.

Além disso, 1.
230 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 25 em Alto Alegre, 01 em Amajari, 
1002 são de Boa Vista, 23 de Bonfim, 07 do Cantá, 29 em Caroebe, 16 em Mucajaí, 02 em Normandia, 26 em Pacaraima, 70 em Rorainópolis e 27 de São Luiz. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

A alimentação saudável e a prática recorrente de exercícios físicos durante a infância podem evitar uma série de problemas de saúde na fase adulta. Para evitar esse problema, no Dia da Conscientização Contra a Obesidade Infantil (3 de junho), a Sesau (Secretaria de Saúde), por meio do Napan (Núcleo de Ações Programáticas de Alimentação e Nutrição), promove ações de incentivo a bons hábitos alimentares e à prática de atividade física em escolas de ensino primário e fundamental.

O foco é sensibilizar a população sobre a importância e combater essa doença, que pode ser causada por componentes genéticos, metabólicos, nutricionais e ambientais. De acordo com a gerente do Napan, Karla Renata, para alcançar esse objetivo e reduzir os índices são feitas ações em parceria com escolas de ensino primário e fundamental, por meio do programa Crescer Saudável, que consiste no acompanhamento coletivo e individual de crianças que apresentam o quadro.

As ações desse programa consistem no monitoramento do estado nutricional das crianças, promoção de ações que incentivam a alimentação saudável e a prática de exercício e, se necessário, o adequado encaminhamento da criança identificada com obesidade ao atendimento individualizado”, explicou a gerente.

Dados do Sisvan (Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional) do MS (Ministério da Saúde) apontam que em Roraima, cerca de 11% das crianças apresentam excesso de peso (sobrepeso e obesidade). Conforme a nutricionista da área técnica de Alimentação e Nutrição da Sesau, Maria do Livramento Costa, os dados mostram que essa questão do sobrepeso deve ser trabalhada nas crianças desde cedo, pois se levado à vida adulta, pode acarretar em uma série de novas doenças.

As crianças com obesidade possuem a saúde comprometida e correm maior risco de desenvolver, na fase adulta, doenças nos ossos e articulações, diabetes e até câncer. Por isso, é necessária uma alimentação saudável desde o aleitamento materno, exclusivo até os 6 meses até a fase em que se introduzem novos alimentos”, afirmou.

A nutricionista aponta quais alimentos devem ser evitados pelos pais na hora de fazer as compras e que hábitos devem ser incentivados durante o período de quarentena.

É recomendável evitar alimentos ultraprocessados como chocolate, enlatados, embutidos, biscoitos recheados, refrigerantes e sucos de pacote, que possuem alto teor de açúcar. É o momento de aproveitar esse tempo para fazer atividades físicas, como correr, pular corda, andar de bicicleta, entre outras atividades com a família. O hábito de fazer refeições em frente à TV e passar muitas horas jogando videogame, ou utilizando o celular, também deve ser evitado”, disse.

O diagnóstico de obesidade infantil deve ser realizado nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde), onde serão coletadas informações como altura, peso e idade da criança. Essas informações serão registradas na Caderneta da Criança, onde existem curvas para o acompanhamento nutricional.

CAUSAS DA DOENÇA - Além dos hábitos alimentares relacionados à prática de exercícios físicos, outros fatores podem levar crianças e adolescentes ao sobrepeso e à obesidade. Distúrbios psicológicos, problemas na convivência familiar, depressão, bullying na escola e até mesmo o isolamento social podem levar a criança ao sobrepeso. Por isso, é necessária atenção redobrada na saúde da criança em todos os seus aspectos.

Publicado em DESTAQUES

A Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) vai oferecer condições
especiais de pagamento aos 200 maiores usuários inadimplentes, entre os dias 15 e
19 de junho. Será o Mutirão de Conciliação de Débitos, por videoconferência, em
parceria com o TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima), por meio do Cejusc (Centro
Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania).

Nesta edição, a empresa vai oferecer aos usuários descontos de até 100% nos juros
e multas e parcelamento dos débitos em até 60 vezes na própria fatura e/ou 12 vezes
no cartão de crédito. Outra facilidade é o prazo para pagamento da entrada de 10%
do valor negociado, que foi estendido para 30 dias contados da data da homologação
do acordo.

Conforme o presidente da companhia, James Serrador, a oportunidade atende neste
primeiro momento os 200 maiores devedores. Os demais podem buscar a

negociação na sede da Caer, localizada na Rua Melvin Jones, 219, de segunda à
sexta-feira, das 7h30 às 13h30, ou por meio dos canais digitais disponíveis.

Ele destacou o resultado satisfatório das conciliações realizadas em parceria com o
TJRR no ano de 2019, quando 85% dos clientes notificados negociaram seus débitos
com a empresa. “Firmamos esta parceria com o TJRR e mais uma vez estamos
possibilitando a negociação para os maiores usuários da empresa. Trata-se de uma
oportunidade única de negociar os débitos sem comprometer tanto o orçamento de
cada um, tanto que a entrada com data estendida para 30 dias vai possibilitar que ele
tenha tempo para se organizar financeiramente”, afirmou 

Videoconferência

Conforme o procurador da Caer, Henrique Maravalha, a ação será semelhante à do
ano passado, porém, com algumas adaptações por conta da Pandemia da COVID-
19. Os devedores que receberem a carta-convite participarão da negociação por
videoconferência, sendo que o acordo firmado na audiência virtual terá a mesma
validade jurídica que as negociações presenciais.

“O cliente negociará de sua casa em audiência com os colaboradores da empresa e
servidores do TJRR, todos em sala virtual criada pelo sistema do Tribunal de Justiça
especialmente com esta finalidade”, disse.

 

Publicado em DESTAQUES

Este mês marca de forma especial o Hemoraima (Centro de Hemoterapia e Hematologia de Roraima). É o Junho Vermelho, momento para conquistar novos doadores de sangue e incentivar aqueles que já são cadastrados a manter a doação regular.

Atualmente, 60 mil pessoas estão registradas na unidade, mas apenas 30% desse total mantém o calendário de doação em dia. E, nesse momento em que o País enfrenta as consequências da pandemia causada pelo Coronavírus (COVID-19), as doações reduziram ainda mais.

É por isso que este mês o Hemoraima reforça a importância da doação. "O objetivo é melhorar o estoque de sangue para todos os fatores, uma vez que o estoque está bastante crítico devido à queda de pelo menos 60% nas doações sanguíneas por causa da pandemia", esclareceu Márcia Kelly Pinheiro, assistente social do Hemoraima.

De acordo com Márcia, para garantir a segurança durante a doação, diversas medidas foram adotadas na unidade, entre elas, o distanciamento entre as cadeiras na área da recepção, bem como a disponibilidade de álcool em gel, em todo o ambiente. E há, ainda, a possibilidade de agendamento das doações pelo 98404-9593. "Mas é fundamental ressaltar que a pessoa que teve COVID-19 só poderá doar depois de 30 dias e aquela que teve contato com alguém que tenha testado positivo para a doença, tem que esperar 15 dias", acrescentou.

Conforme Márcia, o intervalo mínimo entre uma doação de sangue e outra é de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres. O Hemoraima fica localizado na Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, próximo ao HGR (Hospital Geral de Roraima), e funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 ao meio-dia e das 13h30 às 18h.

CRITÉRIO DE DOAÇÃO - Para fazer a doação, é preciso atender alguns requisitos, entre eles:

- Estar bem de saúde;

- Ter tido noite de sono de pelo menos 6h;

- Ir bem alimentado;

- Levar um documento oficial com foto;

- Se tiver tido Coronavírus, esperar 30 dias após a cura;

- Se tiver tido contato com alguém que testou positivo para COVID-19, ou tenha visitado outro Estado, esperar 15 dias;

"É importante reforçar que, além de uma boa noite de sono, é necessário que o doador não tenha feito uso de bebida alcoólica 12 horas antes e principalmente não ter consumido alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação”, reforçou Márcia.

Publicado em DESTAQUES

O processo seletivo promovido pela Univirr (Universidade Virtual de Roraima) para a contratação de docentes registrou 177 candidatos inscritos para disputar uma das 10 vagas ofertadas pela instituição. As inscrições encerraram no dia 29 de maio e agora, de acordo com o cronograma do certame, ocorre a fase de análise e avaliação dos documentos que iniciou no dia 2 e segue até 5 de junho.

O resultado preliminar será divulgado no dia 8 de junho e os recursos contra o resultado preliminar devem ser interpostos no dia 9 do mesmo mês. O resultado da análise dos recursos será divulgado no dia 10. O resultado final está previsto para o dia 15 de junho e a convocação para a entrega dos documentos está agendada para o período que vai de 16 a 19 de junho.

De acordo com o reitor da Univirr, Raimundo Nonato Carneiro de Mesquita, assim que for divulgado o resultado do seletivo, será aberto período de inscrição para os cursos. “Pelo que já tivemos oportunidade de apreciar na documentação, os professores que se inscreveram são muito bem conceituados no Estado. Tão logo saia o resultado, nós vamos lançar o cronograma para inscrição dos alunos que também será realizada pela nossa plataforma. Tenho certeza que será um trabalho de excelência”, destacou Nonato.

As fases do processo seletivo podem ser acompanhadas pela página da Univirr no endereço eletrônico www.univirr.edu.br, no link PSS 2020.

O processo seletivo

O processo seletivo da Univirr abriu vagas para contratação de docentes para atuarem em cursos pré-vestibulares, preparatórios para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e cursos livres ofertados pela instituição. Em função da pandemia do Coronavírus (COVID-19), as aulas serão ministradas de forma online.

Os professores contratados deverão planejar, elaborar, ministrar aulas e atividades gravadas que serão disponibilizadas no portal da Univirr. Também deverão interagir com os estudantes através de meios estabelecidos pela instituição para esclarecer dúvidas durante o curso.

Foram ofertadas 10 vagas, sendo uma por curso para as seguintes disciplinas: Espanhol, Inglês, Libras e para a modalidade Pré-Vestibular das seguintes disciplinas: Química, Física, História, Biologia, Geografia, Português/Redação e Matemática.

O Edital nº 001/2020/FUNDAÇÃO UNIVIRR, com todas as informações sobre o processo seletivo, foi publicado no DOE (Diário Oficial do Estado) no dia 19 de maio.

 

Publicado em DESTAQUES
Página 1 de 138