Domingo, 15 Novembro 2020 22:31

Eleições 2020 | Polícia Militar divulga resultado de ocorrências no interior do Estado Destaque

Escrito por SECOM RORAIMA
Eleições 2020 | Polícia Militar divulga resultado de ocorrências no interior do Estado SECOM RORAIMA

Com 340 policiais militares escalados para trabalhar no interior de Roraima, a Polícia Militar divulgou o resultado da Operação Eleições 2020.

O município onde foi registrada a ocorrência mais relevante foi São Luiz do Anauá, onde a Polícia Federal deflagrou a "Operação Praefectus" para desarticular um possível esquema de corrupção eleitoral envolvendo o atual prefeito e candidato e apreendeu R$40 mil.

Também foi registrada ocorrência no Cantá, na Comunidade Canauani, onde um delegado de partido tirou foto da urna no momento da votação e foi flagrado pelo mesário. Ele foi conduzido pela Polícia Militar à Delegacia da Polícia Civil.

No Bonfim, aproximadamente 25 pessoas foram conduzidas à Polícia Federal por suposta compra de votos. A Polícia Militar ficou no local em apoio.

Em Rorainópolis, houve ocorrência de crime eleitoral na Vila Novo Paraíso, onde um indivíduo foi detido pela PM por estar com dinheiro e vários "santinhos" de um candidato.

Os municípios de Caroebe, São João da Baliza, Pacaraima, Mucajaí, Alto Alegre, Amajari, Iracema, Caracaraí, Uiramutã e Normandia registram tranquilidade até o final desta tarde.

“Novamente, destacamos o trabalho conjunto das forças policiais, na capital e no interior, e ressaltamos que os 119 locais de votação foram todos cobertos com policiamento fixo da Polícia Militar e isso transmitiu segurança ao eleitor que pode votar com tranquilidade”, informou o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Francisco Xavier.

Fases da Operação

Três fases da Operação Eleições 2020 foram realizadas no interior:

A primeira, a operação Alpha coibiu crimes eleitorais e penais, além de prevenir perturbações da ordem pública e assegurar a segurança das instalações dos locais de votação;

A segunda operação foi a Bravo, com atuação direta no pleito eleitoral, visando assegurar a ordem nos locais de votação, prevenindo e coibindo ilícitos eleitorais, perturbações da ordem e crimes comuns;

A última fase, a Charlie ocorrerá, durante e após as apurações, prevenindo e reprimindo eventuais conflitos entre membros de coligações, candidatos, cabos eleitorais e a comunidade em geral.

 

 

Mais nesta categoria: « NOTA OFICIAL COMUNICADO »