Segunda, 06 Julho 2020 21:50

ECONOMIA | Plataforma Parr já tem mais de 150 produtos lançados Destaque

Escrito por ASCOM SEAPA
Produtores rurais de todo o Estado podem participar da plataforma Parr e vender sua produção. Já são mais de 1,4 mil acessos na área de visualização dos produtos Produtores rurais de todo o Estado podem participar da plataforma Parr e vender sua produção. Já são mais de 1,4 mil acessos na área de visualização dos produtos Ascom Seapa

Desde que foi lançada a plataforma Parr (Produtos da Agricultura de Roraima), que pode ser acessada por meio do endereço eletrônico parr.rr.gov.br, a Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento) já inseriu mais de 150 itens da agricultura, entre produtores individuais e cooperativas. Neste momento, são 96 cadastros, entre produtores, feirantes, cooperativas e atacadistas na plataforma digital.

Seu Manoel Abreu, produtor rural do município de Cantá, fez o seu cadastro na plataforma Parr e colocou diversos produtos para vender. "A expectativa é que dê certo esse tipo de negócio. É bom, porque a gente já tem o comprador para procurar mercadoria, pra gente não tá correndo atrás de um e de outro. A gente coloca o preço, aí entram em contato com a gente, depois vamos negociar o preço com o comprador", disse, mostrando que já sabe como funciona a operacionalização do sistema digital de vendas.

Segundo o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Emerson Baú, o produtor rural de qualquer município do Estado de Roraima pode e deve oferecer seus produtos na plataforma Parr.

"Pensamos e construímos a plataforma como uma ferramenta de suporte. Tem muito produtor rural querendo vender e, ao mesmo tempo, tem muito consumidor à procura de alimentos frescos e saudáveis. E a linguagem do site, também foi pensada para facilitar todos os acessos", explicou Emerson Baú.

Várias instituições são parceiras da plataforma Parr, como o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Roraima) e a Faerr (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Roraima), Fier (Federação das Indústrias do Estado de Roraima) e sistema OCB/RR (Sindicato e Organização das Cooperativas de Roraima). Todo o sistema está sendo gerido pela própria Seapa, que faz a manutenção no site.

Dificuldade para escoar a produção

Seu Manoel conta que produz bastante em seu sítio no Cantá. Para ele, a maior dificuldade, principalmente por conta de pandemia do novo Coronavírus, é vender os produtos e a plataforma Parr veio para resolver essa questão, facilitando a vida de quem vende e de quem compra.

"Eu trabalho com mamão, feijão verde, macaxeira, abóbora, laranja, cheiro verde, couve, alface, banana, melancia, quiabo e milho. Tudo isso eu planto. Eu gostei da ideia da plataforma, porque a gente já sabe que vai conseguir colocar o produto no mercado. Porque hoje, a gente chega na feira com um produto, é um uma calamidade para conseguir vender, fica lutando, vem um e põe um preço e às vezes a gente volta com produto por falta de comprador”, frisou seu Manoel.

Funcionalidades do sistema

O usuário pode acessar a plataforma Parr no endereço eletrônico parr.rr.gov.br e escolher o município de Roraima onde quer realizar a compra e o produto a ser comprado ou vendido. Em seguida, o usuário encontra informações do contato do vendedor ou comprador. Dentre as funcionalidades, estão os filtros de preço, forma de venda e entrega (delivery ou presencial). O resultado será compras de maneira rápida e segura.

O vendedor deve fazer o cadastro inicial para acessar a plataforma - que é intuitiva e fácil de usar. Após fazer o login, preenche o formulário com todas as informações do produto que pretende vender: a unidade, preço, escolha da opção de entrega, a modalidade de atacado ou varejo. A foto do produto é importante no cadastro. Após todas as etapas, o sistema verifica os dados para validar e põe o produto no ar.