Sábado, 27 Junho 2020 23:51

MAIS MEDICAMENTOS | Chega ao Estado a segunda carga de medicamentos para ajudar no tratamento de pacientes com COVID-19 Destaque

Escrito por RODRIGO SANTANA
Medicamentos serão destinados às Unidades de Saúde do Estado e ao Hospital de Campanha Medicamentos serão destinados às Unidades de Saúde do Estado e ao Hospital de Campanha Eides Antonelli

O Governo de Roraima segue firme e determinado na luta para vencer a pandemia da Covid-19 no Estado. Na manhã deste sábado, 27, o governador Antonio Denarium acompanhou a chegada da segunda carga de insumos e medicamentos destinados ao tratamento dos pacientes.

A carga veio de São Paulo em um voo da empresa Azul Cargo, contratada pelo governo para agilizar a logística de transporte dos itens. Uma medida que, segundo Denarium, irá garantir a continuidade nos atendimentos hospitalares nas unidades de saúde estaduais.

"Estamos cumprindo com a nossa missão que é garantir um atendimento eficiente e ágil aos pacientes infectados pelo Coronavirus. Não vamos deixar faltar nenhum medicamento e insumos, por esse motivo contratamos uma empresa aérea para fazer o transporte dos itens adquiridos pelo Estado", explicou.

Entre os medicamentos que chegaram a Roraima estão a Azitromicina, ivermectina, misturas para infusão e corticoides. Outros medicamentos hospitalares simples e injetáveis também foram contemplados nessa remessa.

"A entrega dos medicamentos é reflexo do esforço permanente da equipe de governo para reforçar o atendimento hospitalar aos pacientes da COVID-19, nas unidades de saúde do Estado e no Hospital de Campanha", afirmou o governador Antonio Denarium.

PRIMEIRA ENTREGA DE MEDICAMENTOS

Na tarde de sexta-feira, 26, chegou a Roraima o primeiro voo com medicamentos e EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) para reforçar a saúde do Estado que atua no combate à COVID-19 e outras doenças.

Foi o primeiro de quatro carregamentos de insumos no valor total de R$ 10 milhões, investidos com recurso próprio do Governo do Estado para reforçar as ações de combate à COVID-19 nas unidades de saúde do Estado, tanto na Capital quanto no Interior.

Outros dois voos com a carga da linha completa de medicamentos, para o tratamento dos pacientes com a COVID-19, estão previstos para ocorrer nos próximos dias. Ao todo, são esperadas 40 toneladas de medicamentos, que já foram comprados pelo Estado.